Como criar EQUITY em 3 passos | Como empreendedores ficaram ricos vendendo empresas

𝗜𝗻𝘀𝗰𝗿𝗲𝘃𝗮-𝘀𝗲 𝗻𝗮 𝗟𝗜𝗦𝗧𝗔 𝗗𝗘 𝗘𝗦𝗣𝗘𝗥𝗔 𝗱𝗮 𝗘𝘀𝗰𝗼𝗹𝗮 𝗱𝗲 𝗗𝗶𝗻𝗵𝗲𝗶𝗿𝗼: https://bit.ly/3xttn2y
Os criadores do Instagram, Kevin Systrom and Mike Krieger, venderam o app por US$1 bilhão de dólares. Guilherme Benchimol negociou a venda de 49,9% da XP Investimentos para o Banco Itaú por R$6,3 bilhões de reais. InBev compra Anheuser-Busch, a fabricante da cerveja Budweiser, por US$52 bilhões de dólares.

Qual é o processo que possibilita que empresários estejam dispostos a pagar tão caro para adquirir outros negócios?

E ainda: o que fazer para conseguir criar um negócio que possamos vender por valores tão exorbitantes?

Gerando Equity. Mas afinal, o que é equity?

Equity é o valor da sua participação societária em um negócio.

Se você tem um negócio que vale 1 milhão e sua participação é de 50%, então seu equity é de 500 mil reais. Se você tem um negócio que vale 200 milhões e sua participação no negócio é de 10%, então seu equity vale 20 milhões.

Mas porque existe quem queira comprar de alguém que queira vender, qual é o sentido dessa negociação? Vamos dizer que João tem 100% de uma empresa que vale 10 milhões. Seu Isaías, um gestor de um grande fundo internacional chega com uma proposta de comprar 100% da empresa de João por esse preço. Isaías quer fazer isso acredita que com os seus recursos, contatos e infraestrutura, ele conseguirá fazer o negócio crescer numa velocidade muito mais rápida do que João conseguiria hoje. E João sabe que na situação atual, levaria muito tempo no negócio para que ele conseguisse gerar 10 milhões de reais para si. Por isso, João fica feliz em vender e Isaías fica feliz em comprar.

Mas como criar equity? Te digo o seguinte: não basta você só ter um negócio. Existem 3 características que o seu negócio precisa ter para que você possa fazê-lo ser percebido no mercado como algo que vale a pena ser comprado.

Previsibilidade de receita da empresa!

Uma receita previsível é uma quantia financeira que ainda não entrou no negócio, mas que possui alta probabilidade de entrar em um momento esperado no futuro.

Por exemplo: se neste mês a Netflix possui 200 mil assinantes com um ticket médio de 10 reais por mês por cliente, então é esperado que neste mês ela vá faturar 2 bilhões de reais. No entanto, a quantidade total de assinantes normalmente cresce mês a mês porque a cada dia há mais clientes entrando do que clientes cancelando a assinatura. Neste caso, com base no histórico de crescimento dos últimos meses, é possível projetar com um certo grau de confiança quantos assinantes haverá nos próximos meses. Se sabemos quantos assinantes haverá, podemos deduzir quanta receita será gerada a partir desses novos assinantes. Ou seja, a Netflix têm uma receita previsível.

Uma outra forma de aumentar a previsibilidade de receita de uma empresa é através de contratos de longo prazo. Por exemplo, se sua empresa presta serviços que podem levar alto tempo de duração, a previsibilidade de receita pode ser gerada com a assinatura de contratos com os clientes de forma que eles fiquem um prazo mínimo pagando pelo serviço. Um exemplo claro são as empresas de coworking que assinam contratos de 6 meses a 2 anos de locação com seus inquilinos. Ao terem a assinatura de um contrato com o cliente, há boa probabilidade de que a receita prevista durante o período de vigência do contrato se concretize. Afinal, normalmente ao rescindir o contrato antes do prazo, os clientes pagam uma multa, o que na maior parte das vezes não é interessante para eles.

Um negócio com alta previsibilidade de receita pode ser valorado com facilidade. Assim, fundos de investimento ou outras empresas maiores podem fazer ofertas de compra de ações do seu negócio com base nas suas expectativas futuras de geração de resultado.

1. Descentralização financeira e operacional

Uma empresa jamais deve depender de uma pessoa ou de um produto específico. Se a receita de uma empresa estiver dependente da competência de técnica ou imagem de uma só pessoa, o risco do negócio acaba sendo muito alto. Afinal, e se essa pessoa indispensável sofrer um acidente e ficar incapacitada por 6 meses? E se o produto ficar obsoleto?

Um sistema é um conjunto de processos rodando repetidamente que geram resultados previsíveis. Inputs que entram em um sistema tornam-se outputs de maior valor agregado. Por exemplo: qual é o sistema rodando por trás da postagem dos vídeos do canal Jovens de Negócios no YouTube?
1. Definição do tema
2. Roteirização
3. Gravação toda terça, quinta e sexta
4. Envio do arquivo para a equipe de audiovisual
5. Realização de cortes
6. Inserção de letterings e imagens
7. Criação de animações
8. Revisão
9. Renderização
10. Upload no YouTube
11. Planejamento de SEO
12. Postagem de vídeo toda segunda, quinta e sábado

2. Previsibilidade de receita da empresa

You May Also Like